Encontro MercoLab de Avicultura mostra o Brasil do trabalho e do talento

05/09/2017 - 17:47

Especialistas em doenças, nutrição e economia estão entre os palestrantes do 12º Encontro MercoLab de Avicultura, em setembro

               Basta acompanhar o noticiário da imprensa para descobrir que atualmente existem dois países dentro do Brasil. Um, é o país da crise econômica e política.

O outro, é o país do trabalho, do talento, da eficiência e da prosperidade, que garantem o superávit das nossas exportações e o crescimento positivo do Produto Interno Bruto.

                Esse país é o Brasil do agronegócio, cada dia mais pujante, moderno e competitivo, que tem como principal destaque o segmento da avicultura.

                É neste cenário favorável para o conjunto da indústria avícola que o Encontro MercoLab de Avicultura chega neste ano à sua 12ª edição, reunindo em Cascavel (PR), no próximo dia 19 de setembro, palestrantes de renome mundial, firmando sua posição entre os mais prestigiosos seminários nacionais do gênero.

Idealizado e promovido pelo laboratório veterinário MercoLab, o evento tem por objetivo debater em profundidade as questões que dizem respeito à sanidade avícola no Brasil e no mundo, atualizando a cadeia produtiva com a divulgação de resultados de pesquisas e novos conhecimentos, que seguramente irão contribuir para otimizar custos e melhorar a produção, além de abordar os aspectos econômicos da atividade e as perspectivas futuras do agronegócio.

Com mais de 70 colaboradores, dentre eles 6 médicos-veterinários, o MercoLab tem sede em Cascavel PR) e filial em Chapecó (SC).  Atende mais de 1000 clientes de todas as regiões do país, prestando serviços de diagnóstico e monitoria para várias espécies animais, mas com foco prioritário na avicultura.

                Diretor geral da empresa e coordenador do encontro, o médico-veterinário Alberto Back assinala que “o MercoLab tem caminhado junto com a avicultura brasileira, que ocupa posição de liderança no mercado mundial, fruto da determinação, competência e dinamismo de seus empresários e técnicos”.

Hoje, mais de 150 mercados são importadores da carne de frango do Brasil. Pelos portos do país, são mais de 4 milhões de toneladas embarcadas anualmente, quase um terço de tudo o que se produz em termos nacionais, gerando cerca de 6,3 bilhões de dólares em receita cambial. Com isso nos tornamos o maior exportador do planeta.

Nas granjas brasileiras, a excelência tecnológica em genética, manejo e ambiência garantiram saltos produtivos que colocaram o país como o segundo maior produtor mundial de carne de frango, com quase 14 milhões de toneladas anuais.

 Por trás desta cadeia produtiva estão dezenas de agroindústrias espalhadas por diversos estados brasileiros, em regiões que se destacam pela presença de colônias de países da Europa e do próprio Japão.

Entre produtores, funcionários de empresas e profissionais vinculados direta e indiretamente ao setor, a avicultura reúne mais de 3,5 milhões de trabalhadores. Cerca de 350 mil deles trabalham diretamente nas plantas frigoríficas.

No campo, são mais de 130 mil famílias proprietárias de pequenos aviários, que produzem em um sistema totalmente integrado com as agroindústrias exportadoras.

Todos estes elos destacam a grandeza da avicultura brasileira, marcada pela disciplina, a tradição, qualidade, sanidade e a eficiência que permitiram ao setor alçar voos que hoje garantem a presença do produto avícola do Brasil na mesa de consumidores pelos cinco continentes.

MAIOR EXPORTADOR MUNDIAL

               Consolidado no topo do ranking das exportações mundiais de carne de frango, o Brasil vai produzir em 2017 mais de 6 bilhões de aves e deverá vender no exterior acima de 4 milhões de toneladas, números que vêm se confirmando nos recordes de embarque registrados mês a mês, desde o início do ano. O consumo nacional deverá ir além de 40 kg por habitante/ano, entre os maiores do mundo.

Desempenhando papel de destaque no crescimento e fortalecimento da avicultura comercial brasileira, o MercoLab atua como um elo facilitador no processo de transferência de novas tecnologias, ferramentas essenciais para manter a excelência da indústria ligada à cadeia do frango.

 Seu foco principal é a prevenção de doenças avícolas com potencial de impor severas restrições sanitárias e provocar prejuízos incalculáveis para os países produtores.

 Um exemplo são os últimos surtos influenza ocorridos nos Estados Unidos, que trouxeram grande preocupação às autoridades sanitárias norte-americanas e que será um dos temas centrais do encontro.

Terá igualmente destaque na programação o controle da Salmonela, um constante risco da indústria tanto no mercado interno como no externo.

As palestras também abordarão assuntos relacionados à nutrição, qualidade intestinal e ao uso de antibióticos.

 PROGRAMA

     O 12º Encontro MercoLab de Avicultura terá lugar no Centro de Convenções e Eventos de Cascavel, das 9h às 18h do próximo dia 19 de setembro, e sua programação, ressalta Back, “foi estabelecida com base em sugestões de colegas que fazem a avicultura da nossa região. ”

Enfatizando que os palestrantes são profissionais extremamente capacitados em suas especialidades, Back destaca que “a sinergia desses convidados com os demais participantes fará do evento uma fonte renovadora de informações. Muitas das dificuldades da avicultura podem ser minimizadas e até resolvidas pelo debate e busca de soluções em fóruns como este”, finaliza.

imagens