Agrônomos iniciam projeto de combate à ferrugem asiática

09/07/2018 - 12:47
O microscópio é uma doação do Sindicato Rural de Cascavel O microscópio é uma doação do Sindicato Rural de Cascavel Foto: Assessoria

A Areac (Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos de Cascavel), teve uma programação intensa em sua sede administrativa e recreativa. Um dos destaques envolveu o projeto de combate à ferrugem asiática da soja e uso racional dos pesticidas nas lavouras.

O primeiro compromisso envolveu a reunião semanal da diretoria-executiva, fundamental para planejar futuras ações a serem adotadas e os trabalhos em andamento.

Logo depois, todos foram convidados a participar no anfiteatro da Areac, de mais uma Bate-Papo Agronômico para debater a crescente incidência de casos na região e em outras cidades do Paraná, de doença no milho safrinha relacionada à bacteriose. O número de casos preocupa, inclusive com insistentes cobranças do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná) dirigidas ao Ministério da Agricultura sobre a emissão de um alerta em relação ao problema. Amostras foram enviadas ao laboratório de patologias em Londrina. Os primeiros casos na região da praga classificada como Estria Bacteriana Foliar do Milho foram registrados em Cafelândia, no oeste paranaense.

A explanação aos profissionais foi feita pelo engenheiro agrônomo Dionathan Willian Lujan, do programa Milho do Iapar, em Santa Tereza do Oeste. “A doença é desencadeada pelo mau funcionamento das células e tecidos da planta resultando da contínua irritação de agente patogênico ou fator ambiental que conduz ao desenvolvimento de sintomas, podendo levar a um dano parcial ou morte da planta, causando prejuízos ao agricultor”.

O presidente da Areac, engenheiro a agrônomo Francisco Justo Júnior, considerou a ação mais uma iniciativa pioneira para a redução e uso racional de pesticidas no campo. Já Paulo Orso destacou que o projeto atende os preceitos de boas práticas no meio rural.

MICROSCÓPIO

Na sequência, os engenheiros agrônomos Francisco Justo Júnior e Daniel Galafassi, receberam das mãos do presidente do Sindicato Rural de Cascavel, engenheiro agrônomo Paulo Orso, na presença do coordenador regional do Instituto Emater em Cascavel, engenheiro agrônomo Onóbio Vicente Werner, que contribuirá com a Areac no projeto de combate à ferrugem asiática da soja na região.

O microscópio é uma doação do Sindicato Rural de Cascavel e a próxima etapa será obter 20 coletores de esporos e espalhar por lavouras localizadas em áreas estratégicas de Cascavel e região.

(Assessoria de imprensa Areac)

imagens