Parque Estadual Pico Paraná terá base de apoio ao visitante

05/03/2016 - 13:42
Região é repleta de belezas naturais Região é repleta de belezas naturais Foto: Google

O Parque Estadual Pico Paraná, entre o Litoral e a Região Metropolitana de Curitiba, terá uma base do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para apoio aos visitantes de controle e monitoramento da unidade. O terreno de acesso ao parque pertence ao município de Campina Grande do Sul e será cedido ao Estado para a construção da infraestrutura.

O secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Ricardo Soavinski, reuniu-se quinta-feira (03) com o prefeito Luiz Carlos Assunção para acertar a parceria e outras medidas de apoio ao parque.

No Parque Pico Paraná fica o ponto mais alto do Sul do Brasil, com 1.877,39 metros acima do nível do mar. A unidade está dentro da Serra Ibitiraquiri, uma cadeia de montanhas encrava no trecho de floresta atlântica mais bem conservado do País.

Os quatro mil hectares do Pico Paraná ficam entre os municípios de Antonina e Campina Grande do Sul.

“Faremos a cessão da área para que o IAP possa investir nas instalações necessárias”, disse o prefeito. A área cedida ao Estado é uma faixa de cerca de 3 quilômetros.

No ano passado a Prefeitura desapropriou áreas particulares que davam acesso ao parque. Antes dessa iniciativa do município, visitantes e montanhistas tinham que caminhar por áreas particulares e o acesso era cobrado pelos proprietários da região. “Agora, além do caminho livre para entrada, a cessão da área dará condições de o Estado investir nas bases do parque”, declarou o diretor de Unidades de Conservação do IAP, Guilherme Vasconcellos.

O parque e suas redondezas atraem montanhistas e aventureiros de todos os lugares. Do topo do Pico Paraná é possível avistar todo o conjunto de serras e as baías de Paranaguá e Antonina, além de Curitiba e região.

VOLUNTÁRIOS

O IAP e o Clube Paranaense de Montanhismo estão organizando um trabalho de voluntariado no parque Pico Paraná que irá aumentar a segurança dos visitantes. O trabalho será feito dentro do projeto Adote Uma Montanha.

Mais de 40 pessoas já se voluntariaram para ações de atendimento ao público, contenção e melhoria de trilhas entre outras atividades dentro do parque. Neste mês técnicos do IAP farão o primeiro treinamento dos participantes, com apoio do município de Campina Grande do Sul.

ICMS ECOLÓGICO

As três unidades de conservação estaduais que abrangem o território de Campina Grande do Sul: Parque Estadual Pico do Paraná, Parque Estadual Roberto Ribas Langue e Área Especial de Interesse Turístico do Marumbi, rendem, por ano, R$ 1,3 milhão de ICMS Ecológico para o município.

imagens