Aos 79 anos, Pedro Muffato estabeleceu novo recorde no automobilismo brasileiro

07/10/2019 - 17:36

Lenda das pistas se torna piloto mais velho da história a disputar uma prova de campeonato nacional: "Só noto que estou velho quando me vejo no espelho."

Aos 79 anos de idade e mais de 50 de automobilismo, Pedro Muffato estabeleceu neste fim de semana em Cascavel um novo recorde que dificilmente será batido no esporte a motor brasileiro ao ser o piloto mais velho a competir em um evento de âmbito nacional.

Um dos maiores incentivadores do esporte, Muffato, além de ter atuado como prefeito em Cascavel e ser um empresário renomado, proporcionou momentos de pioneirismo nos anos 80 ao desenvolver chassis tubulares para corridas de monopostos e incentivar a prática do esporte na região, hoje um importante polo do automobilismo com um dos autódromos mais velozes e desafiadores do calendário. Sem contar também a influência que teve no filho David, que se tornou campeão da Stock Car em 2003.

No fim de semana, Pedro competiu com um Scania que vem sendo desenvolvido por ele e sua família há alguns anos - equipamento que chamou a atenção dos concorrentes por conta do cuidado com os detalhes. E, após realizar seu primeiro contato com o Bruto e a pista nesta manhã, "Seo Pedro", como é chamado por todos, parecia uma criança de tanta empolgação.

"Eu só noto que estou velho quando me olho no espelho", brinca Pedro, que não liga muito para a marca. "Eu prometi para a minha mulher que vai ser só essa, mas não descarto disputar mais algumas provas este ano. Tenho dois caminhões que devem integrar o grid no ano que vem, já que a categoria voltou a ser grande novamente. Mas, neste caso, com outros pilotos", destacou.

Acompanhado de perto pelo filho Pedro Jr., qeuue atuou como chefe da equipe, Muffato diz não ter pretensões de resultados, mas sabe que isso muda assim que ele fecha a viseira. "Eu vim para me divertir. Eu amo velocidade e sempre que tenho oportunidade  acelero, ainda mais aqui na minha cidade. Sou competitivo, mesmo com quase 80 anos. Só não terei aquela pressão nas costas por não disputar o campeonato regularmente."

Para os velhos amigos de pista, a presença de Muffato é motivo para comemoração. "Um cara tão importante, tão querido e com tanta vontade de competir, que inspira a todos nós, é sempre um privilégio ter por perto. Toda conversa com ele é um ensinamento", comentou Débora Rodrigues, única piloto mulher do grid.

imagens