Transpoeste é adiada para 2021

25/06/2020 - 14:07

Em sua primeira edição, a feira arrecadou um total de 150 milhões de reais em negócios fechados.

Realizada pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Paraná (Sintropar), a feira surgiu da necessidade de tornar local as oportunidades de negócios para o transportador de cargas que não tem a chance de visitar feiras em outros estados. Em seu primeiro ano, o evento atraiu mais de cinco mil pessoas, entre empresários, transportadores autônomos e profissionais do segmento.

Ao todo, foram 25 marcas expositoras, mais de 600 unidades vendidas, e um total de 150 milhões de reais em negócios fechados. Tendo em vista o atual período, a segunda edição da Feira de Transporte e Negócios do Oeste do Paraná (Transpoeste) foi adiada para o ano que vem, sem data definida até o momento. A decisão foi tomada após uma pesquisa feita em conjunto com expositores, apoiadores, órgãos, entidades, empresas de eventos, prefeitura e governo do estado.

"Juntamos todas essas informações e entendemos que seria prudente neste momento, em virtude das incertezas que temos em relação a este cenário", aponta Wagner Adriani, presidente da Sintropar.

Cascavel, cidade escolhida para sediar o evento, é reconhecidamente um dos maiores centros do agronegócio brasileiro, sendo assim, um grande cenário para uma feira de mesmas proporções. O Oeste do Paraná concentra 1.532 empresas de transporte, totalizando uma frota com cerca de 55 mil veículos, e número de colaboradores estimado em 128 mil pessoas. O Setor de transporte de cargas paranaense movimenta aproximadamente 6% do PIB estadual.

"A Transpoeste veio pra ficar. Nós entendemos que ela é importante para o setor, e temos convicção de que será executada com muita maestria e dedicação", finalizou Wagner.

imagens
  • cascavel 2