Padovani elogia novo Refis e analisa o momento político

12/06/2017 - 14:43
Deputado federal Nelson Padovani Deputado federal Nelson Padovani Foto: Assessoria

A Medida Provisória número 783, que institui o Programa Especial de Regularização Tributária vai permitir que as empresas brasileiras regularizem suas dívidas junto à Receita Federal e Procuradoria Nacional da Fazenda e com isso sejam reinseridas no mercado produtivo.

“O Brasil demonstra que tem força para superar a crise e voltar a crescer”, salienta o deputado federal Nelson Padovani (PSDB), que teve atuação destacada na edição da Medida Provisória.

As empresas têm prazo para aderir a este Refis até o dia 31 de agosto e o parcelamento começa a ser pago em janeiro. A MP aprovada corta 80% dos juros, 40% das multas e 25% dos encargos. A entrada, de 7,5% deve ser paga até 31 de dezembro e a primeira parcela vence em janeiro.

“As empresas voltam a contar com a certidão negativa, instrumento necessário para que tenham acesso a linhas de financiamento e possam gerar as riquezas e os empregos que o Brasil tanto necessita”, diz o parlamentar, lembrando que o novo texto foi definido após 40 horas de reunião com o Presidente da República e equipe econômica, tendo à frente o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

RESERVA MORAL

Apontado pelo jornalista Carlos Zafari, do Portal ABC, como “uma das poucas reservas morais que ainda restam em Brasília”, o deputado admitiu que a classe política está profundamente desgastada. “Estes verdadeiros bandidos roubaram das crianças que não têm hospital, das mãezinhas que não creche, dos idosos que estão desassistidos”, frisou Padovani, para quem “não é o poder que corrompe o homem, mas sim o homem que corrompe o poder”.

Ele defendeu o fim do instituto da imunidade parlamentar. “Os detentores de cargos públicos têm que ser presos, de pagar por seus crimes como qualquer cidadão comum”.

Mesmo diante desse quadro, Nelson Padovani acredita ser possível recomeçar. ”Nosso PIB já aponta para um crescimento de 1%, no mês passado geramos 60 mil novos empregos e a inflação está sob controle”.

imagens