Em Cascavel, Alckmin lança plano ao agronegócio

28/06/2018 - 17:36
Encontro aconteceu na sede da Amop Encontro aconteceu na sede da Amop Foto: Assessoria

O pré-candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin, se comprometeu na manhã desta quinta-feira (28) em empunhar as principais bandeiras de luta da região Oeste do Paraná, como Aeroporto Regional, ramal da Ferroeste até Guaíra, duplicação de rodovias e outras demandas. Alckmin participou de reunião de prefeitos da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná).

Ele participou de palestra para expor seus principais objetivos como postulante ao cargo máximo do Executivo brasileiro. Foi a oportunidade de o pré-candidato apresentar o plano de governo para o setor agropecuário. "Escolhi o Oeste do Paraná pela importância desta região no contexto nacional da produção primária e do agronegócio de ponta", disse. A apresentação do plano coube ao economista José Roberto Mendonça de Barros, um dos idealizadores do Plano Real.

Além de Alckmin, outros políticos com pretensões semelhantes serão convidados pela Amop a expor suas plataformas de governo caso obtenham êxito nas urnas.

“Nosso compromisso é com a população que precisa de investimentos de infraestrutura, investimentos estes que produzem emprego e renda”, declarou Alckmin. Segundo ele, ao mesmo tempo em que pretende, caso eleito for, investir em infraestrutura, as reformas que o Brasil precisa, como política, previdenciária e tributária, serão levadas a cabo caso sua plataforma de governo obtenha a vitória nas urnas.

Alckmin foi governador de São Paulo por quatro mandatos, e exerceu também cargos como vereador e prefeito de Pindamonhangaba (SP), deputado estadual, deputado federal e vice-governador. Nas eleições de 2006, foi candidato a presidente da República, obtendo 39% dos votos válidos no segundo turno.

Segundo ele, o próximo presidente da República terá uma série de desafios pela frente, como lidar com uma dívida pública que gira em torno de R$ 140 bilhões por ano, bem como a escalada da inflação e por consequência do desemprego. “As reformas são fundamentais para que alcancemos a sustentabilidade e o País volte a crescer como nos anos 70, época em que o crescimento médio anual do PIB girava em torno de 10%".

O ex-governador de São Paulo veio a Cascavel acompanhado do ex-governador do Paraná, Beto Richa, dos deputados federais Valdir Rossoni e Nelson Padovani, dos deputados estaduais André Bueno e Adelino Ribeiro e outras lideranças. A reunião foi comandada pelo prefeito de Maripá e presidente da Amop, Anderson Bento Maria. Também participaram os líderes agropecuaristas e cidadãos honorários do Oeste do Paraná Dilvo Grolli e Ibrahim Faiad.

imagens