Gugu Bueno, Vander Piaia e Nelsinho Padovani de olho na cadeira de Paranhos

25/05/2019 - 20:01

Enquanto no PDT o deputado Marcio Pacheco e o ex-prefeito Edgar Bueno prometem um entrevero político de fazer Leonel Brizola se virar no caixão, a lista de prefeituráveis em Cascavel não para de crescer. Nos últimos dias o ex-vice-prefeito Vander Piaia, com uma extensa lista de serviços prestados ao lado do então prefeito Lisias Tomé, acelerou conversas com lideranças prospectando possível candidatura ao Paço.

O empresário, economista, historiador, professor, doutor e ex-secretário de Educação, também chegou a responder pela prefeitura. Piaia reorganizou a vida, dedicando tempo ao acompanhamento de temas importantes como a situação financeira de curto, médio e longo prazos da prefeitura.

Ele demonstra apreensão com o descontrole do índice prudencial, ainda rondando os 51%, e as consequências desse desequilíbrio. Segundo ele, a próxima gestão não terá espaço ao amadorismo, promessas irresponsáveis e experiências laboratoriais na administração. Um incentivador importante de Vander é o presidente estadual do PTB, ex-deputado federal Alex Canziani.

Em breve o petebista virá ao município cumprir agenda política de reuniões, abonando filiações no Partido Trabalhista Brasileiro. A sigla local tem Vander na presidência e um dos novos filiados poderá ser o vereador Josué Souza. O político, que é fiel ao prefeito Paranhos, recebeu convite do PTB e estuda a possibilidade.

Gugu pelo PR

Parece estranho cogitar que o vereador licenciado Gugu Bueno, parceiro do atual governo municipal, possa sair candidato a prefeito de Cascavel representando o Partido da República, sigla da base de apoio? Nem tanto. Ele confirma que o dirigente do PR, no Paraná, Fernando Giacobo, mantém azeitada a aliança com o primeiro mandato do prefeito Paranhos, porém até o momento descomprometido em relação à provável tentativa de reeleição do alcaide.

O compromisso de andarem juntos vai até dezembro de 2020. Gugu tem dito que vem se preparando e já deixou seu nome como interino no livro de posse dos prefeitos quando substituiu Paranhos, em 2018. No momento, ocupa a Superintendência da Casa Civil, do governador Ratinho Júnior. Segundo cogitações nos corredores do Palácio Iguaçu, sede governista em Curitiba, pode assumir como suplente na Assembléia do Paraná. O deputado delegado Jacovós (PR) é um dos cotados à vaga de secretário da Segurança. Independente da movimentação, Gugu respondeu a Giacobo que está ao dispor da agremiação.

Nelsinho ressurge

Depois de cumprir um mandato na Câmara de Cascavel, entre 2009 e 2012, o ex-vereador Nelson Fernando Padovani voltou à mídia no início do mês falando em ser opção ao eleitorado cascavelense interessado na troca de prefeito. Ele comentou na imprensa que Leonaldo Paranhos é honesto, trabalhador e esforçado, porém deixa a desejar como administrador.

A escuridão em boa parte da cidade é citada por Nelsinho como exemplo das dificuldades do Executivo no gerenciamento de resultados. Também faltam incentivos à industrialização e o setor da saúde mantém a população desassistida. O empresário, filho do ex-deputado Nelson Padovani, repete o chavão de Vander Piaia e Gugu Bueno, convencido de que reúne condições e pode liderar os segmentos buscando união de forças em favor do coletivo. Seu partido é o PRP, mas o ex-vereador avalia convite do Democratas. O presidente e também prefeiturável Juarez Berté, confirma que o DEM tem espaço para um projeto eleitoral ao lado de Nelsinho.

Outros pretendentes

A lista de prefeituráveis tem ainda Evandro Roman, Marcos Vinícius, Márcio Pacheco, Paulo Porto, Hélio Laurindo, Edgar Bueno e Adelino Ribeiro da Silva. O ex-prefeito Edgar Bueno, a propósito, tem intensificado seu corpo a corpo nos mais diversos bairros da cidade,

(da Redação Tarobá News)

imagens
  • cascavel 2