Prefeitura de Cascavel fecha 2017 com economia superior a R$ 107 milhões em licitações

30/12/2017 - 13:29
Prefeito Paranhos, de Cascavel Prefeito Paranhos, de Cascavel Foto: Assessoria

Montante que se deixou de gastar aumenta o poder de compras e investimentos e supera a meta de 30% na redução de despesas estabelecida pelo prefeito no início do ano

A Prefeitura de Cascavel está encerrando hoje (29) a agenda de licitações de 2017 com um balanço que supera a meta estabelecida pelo prefeito Leonaldo Paranhos logo nos primeiros dias de administração. Com atitudes relativamente simples, que garantiram mudança de mentalidade e consequente aumento de credibilidade em relação aos processos de compras públicas, o Município deixou de gastar ao longo do ano mais de R$ 107 milhões, volume que não está no "caixa" da prefeitura, mas que aumentou ao longo do ano o poder de compras e investimentos em vários setores que não estavam no orçamento, como o avanço nas políticas públicas voltadas a animais de rua por exemplo, entre outras ações de governo.

Balanço divulgado pelo Departamento de Compras, revela que no período de 1 de janeiro até hoje (29) foram realizados e homologados 469 processos licitatórios, nas mais diferentes modalidades, com um valor máximo estipulado em mais de R$ 331 milhões. Com os descontos oferecidos pelas empresas - que variaram de 15,83% a 39,36%, dependendo do objeto da licitação (obra ou bens comuns e serviços), número de licitantes, produto licitado, entre outros fatores, com uma média de descontos total de 32,36% - o valor homologado é superior a R$ 224 milhões, possibilitando economizar mais de R$ 107 milhões este ano e ainda no próximo, uma vez que os certames na modalidade pregão são para registro de preços para 12 meses. Outros 31 processos, totalizando mais de R$ 60 milhões, ainda estão em fase de aceitabiidade, recursos ou homologação.

"Compramos os produtos que precisamos; compramos bem, e ainda tivemos fôlego para fazer muito mais do que poderíamos. Só com essa atitude isso foi possível. Sem medidas de economia e austeridade não se consegue administrar. Isso nos coloca numa condição de terminar o ano com um balanço bem positivo", avalia o prefeito Paranhos, citando conquistas como as duas licitações para aquisição de uniformes escolares neste ano, sendo uma para 2017 e a outra já para o ano letivo 2018, totalizando a compra de mais de 31 mil kits; a compra de móveis e equipamentos para as novas unidades de saúde.

E mais: a desapropriação do Hospital Jácomo Lunardeli, entre outros avanços que foram possíveis com as medidas estabelecidas no início no ano, com o Decreto Nº 13.239, de 2 de janeiro de 2017, que além da economia nas licitações, o prefeito estabeleceu redução de 30% nos gastos da prefeitura, principalmente com cortes em nomeações e gratificações.

"Conseguimos, por exemplo, adquirir 27 novas cadeiras odontológicas, de alto padrão, ao custo total de R$ 220 mil para equipar unidades de saúde, após mais de 12 anos de espera desses equipamentos, só com recursos que foram economizados nas licitações", detalha o prefeito.

imagens