Bueiro do Morumbi: Secretários deixam cargos até fim das investigações

13/03/2018 - 14:03
 Troca de material no bueiro da ponte desencadeou o problema Troca de material no bueiro da ponte desencadeou o problema Foto: Paraná Oeste

A decisão tomada pela empresa Contersolo em substituir o material utilizado na implantação de bueiros na ponte da Rua Europa, obra que integra o Parque Linear do Bairro Morumbi, o "Morumbi Eco Park", vem sendo o assunto mais polêmico em Cascavel nos últimos dias.

Enquanto aguarda o trabalho da Comissão que conduzirá o processo administrativo para apurar responsabilidades, o prefeito Leonaldo Paranhos aceitos os pedidos de exoneração do secretário de Obras, Jorge Lange, e do presidente do Instituto de Planejamento de Cascavel, Fernando Dillemburg.

Decidiu, também, afastar o secretário de Meio Ambiente, Juarez Berté, primeiro a detectar o problema e cuja postura firme já em agosto do ano passado, quando recusou-se a aceitar a substituição sem os devidos procedimentos legais, acabou por expor toda a situação.

PROCESSO ADMINISTRATIVO

Os servidores Nádia Carenina Parcianello Taniguti, Elisete Dias Viana e Adir dos Santos Tormes foram nomeados para formar a comissão que conduzirá o processo administrativo para apurar a responsabilidade da empresa Contersolo Construtora de Obras na execução do bueiro que vem sendo foco de polêmica.

A comissão vai apurar responsabilidade da empresa em razão de não ter executado o bueiro (ponte) da Rua Europa "em Armico Staco MP 1525 arco rebaixado, galvanizado, optando pelo celular triplo de concreto.

A comissão também vai apurar "se os servidores designados para realização da fiscalização da obra e do contrato tomaram todas as medidas inerentes ao cumprimento do contrato, bem como do cronograma físico/financeiro".

A comissão terá até 30 dias para concluir os trabalhos, prazo que poderá ser prorrogado de acordo com o entendimento da comissão que não se pronunciará durante o processo que transcorrerá sob sigilo.

EXONERAÇÕES

O prefeito Paranhos confirmou sexta-feira (9) que o secretário de Meio Ambiente, Juarez Berté, também deixa o governo. "Os três secretários que têm relação com a obra saem do governo, até para que a administração apure os fatos com absoluta isenção". O prefeito enfatiza que esse afastamento pode ser temporário, até que a situação seja esclarecida.

Paranhos reitera que nenhum dos secretários cometeu qualquer irregularidade. "Esse problema foi gerado porque a empresa se antecipou e baseada apenas em pareceres prévios, realizou a troca de material sem o aditivo legal e necessário".

Matéria publicada na edição impressa número 27 do Paraná Oeste

 

imagens