Agricultura inicia fase de testes da Usina de Asfalto pela Estrada de Alto Bom Retiro

28/02/2019 - 14:03
Prefeito em exercício Alécio Espínola acompanhou o inicio dos trabalhos Prefeito em exercício Alécio Espínola acompanhou o inicio dos trabalhos Foto: Secom

A Secretaria de Agricultura iniciou hoje (28) os primeiros testes da Usina de Asfalto que foi cedida ao Município em convênio com a Itaipu Binacional, com objetivo de pavimentar caminhos rurais. Os testes iniciaram pela Linha Alto Bom Retiro e seguem por 8,8 km até o Distrito de São Salvador neste primeiro trecho. O prefeito em exercício, Alécio Espínola, acompanhou os trabalhos, ao lado do secretário de Agricultura, Ney Haveroth, junto com toda a equipe que atuará na execução do convênio. Vários vereadores também estiveram no local conferindo o início das obras.

"Dentre as propostas do Plano de Governo do prefeito Paranhos está a de priorizar o interior, e é isso que está ocorrendo, pois precisamos de desenvolvimento na área rural, em respeito ao homem do campo, que leva para a nossa mesa o pão, o leite, o arroz", enfatizou Espínola.

De acordo com Haveroth, trata-se de uma entrega técnica dos equipamentos que integram a Usina de Asfalto pela vencedora da licitação, cujos técnicos também oferecem treinamento para a equipe da prefeitura que atuará nos trabalhos em todo o trecho que receberá a massa asfáltica. "Como trata-se de um sistema diferenciado do tradicional CBUQ, nossa equipe está recebendo a capacitação necessária da empresa, para que possa trabalhar com autonomia e dar continuidade ao longo do convênio, fazendo trechos maiores em menor tempo possível, para ocasionar menos transtornos possíveis para a comunidade", explicou.

Pelo convênio a Itaipu fornece o maquinário, sendo um caminhão equipado com multidistribuidor de agregado eletrônico; um caminhão com tanque de emulsão asfáltica para abastecimento; um tanque estacionário para armazenamento para emulsão asfáltica; um rolo compactador de pneus; uma minicarregadeira e vassoura recolhedora para ser acoplada na minicarregadeira e uma pá carregadeira, totalizando R$ 2.331.657,00.

Tratamento Superficial Triplo

A contrapartida do Município é a execução de 260 mil metros quadrados (aproximadamente 43 km) por meio de aplicação de massa asfáltica pelo sistema TST (Tratamento Superficial Triplo), ou seja, a frio.

TST é a camada de revestimento ou de recuperação superficial de pavimento asfáltico, constituída por três aplicações sucessivas de ligante betuminoso, cobertas cada uma por camada de agregado (pedra britada ou seixo rolado britado) mineral, submetidos à compressão. Na prática, consiste da aplicação de três camadas, sendo a primeira de agregado, lançado sobre a base imprimada e, posteriormente, compactada. Já a segunda camada é constituída de agregado, lançada sobre a primeira e, posteriormente compactada. A terceira camada é constituída de agregado, lançado sobre a camada imprimada e posteriormente compactada.

O plano de aplicação do convênio tem uma estimativa inicial de um custo de R$ 18,00 o metro. Os testes irão apontar a aplicabilidade do material e o valor necessário para a totalidade do convênio, segundo Haveroth. Ao término do convênio, os equipamentos adquiridos pela Itaipu serão destinados ao Município.

"Após a conclusão do trecho que liga Alto Bom Retiro a São Salvador, seguiremos para a Linha Scanagatta. E depois faremos um cronograma de trabalhos para atender os 43 km previstos no convênio. O prazo de execução irá depender das condições climáticas também", detalhou Haveroth.

imagens