Sábado, 16 de Outubro de 2021
(45) 99981-0457
Saúde Paraná

Secretário da Saúde debate financiamento de cirurgias eletivas e cenário pós-Covid em Brasília

Beto Preto participou nesta quarta-feira (29) da assembleia do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass). A retomada das cirurgias eletiv...

29/09/2021 17h40
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
© Ascom Conass
© Ascom Conass

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, participou nesta quarta-feira (29) da assembleia do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), em Brasília. A retomada das cirurgias eletivas e o financiamento federal para uma possível incorporação e manutenção de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) abertos na pandemia foram os pontos principais da reunião.

"É fundamental intensificar este debate, pois queremos olhar para o horizontepós-pandemia. No Paraná vamos abrir os mutirões das eletivas, temos que superar o que ficou para trás e atender o cidadão perto de casa. A missão da retomada efetiva das cirurgias eletivas é um dever da saúde pública", afirmou o secretário.

A expectativa é que o Ministério da Saúde também repasse novos recursos para o início dos mutirões. O Governo do Estado, por meio da Sesa, vai aportar inicialmenteR$ 50 milhões.

"Vamos colocar dinheiro do Estado, fonte própria da Saúde, para 2022. Já temos R$ 20 milhões de imediato. Isso vai ajudar e acelerar muito aquilo que está represado de procedimentos. Mas vamos pleitear o incremento destes recursos ao Paraná", enfatizou Beto Preto.

O secretário-executivo do Ministério, Rodrigo Cruz, que responde interinamente pela pasta, explicou aos secretários estaduais que existe uma proposta de repasse em parcela única para as eletivas.

"Estamos estudando uma possibilidade de antecipar em 50% o valor, perto de R$ 170 milhões. Seria uma sinalização inicial para já pensarmos no atendimento das complexidades cirúrgicas e isso vai ajudar nas metas dos estados", explicou.

REABILITAÇÃO– Outro ponto discutido foi a política de reabilitação pós-Covid. O Paraná já está ampliando as ações na atenção primária. Além da linha de cuidado da saúde mental, a Sesa adquiriu mais de1.200 veículospara as equipes da Estratégia da Saúde da Família dos 399 municípios, que vão permitir a visita domiciliar e o acompanhamento dos impactados.

"Esta pauta é fundamental. Teremos grandes desafios assim que avacinação evoluie outras áreas precisam de um olhar diferenciado. Estamos reforçando as estrutras, inclusive com os novos carros comprados pelo Governo e que serão doados para todos os 399 municípios, num atendimento perto e com respeito aos paranaenses", ressaltou Beto Preto.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias