Terça, 25 de Janeiro de 2022
(45) 99981-0457
Cidades Catanduvas

Entra em vigor lei que institui o Serviço Voluntário em Catanduvas

Interessados pode contribuir com o Município

26/10/2021 17h00 Atualizada há 2 meses
Por: Redação Fonte: Assessoria
Entra em vigor lei que institui o Serviço Voluntário em Catanduvas

Já está em vigência a Lei Municipal nº 197/2021 que instituiu o serviço voluntário no âmbito da administração pública municipal.

Ao explicar as razões do porquê transformou em lei o serviço voluntário, o Prefeito Municipal, Professor Moisés, disse que “o serviço voluntário é um ato de cidadania e amor ao próximo e é muito bem aceito dentro da Administração Pública, devendo complementar, de forma coordenada, os serviços já realizados nas mais diversas secretarias”. Ele ainda disse que a encarregada de entrevistar os interessados e reunir a documentação necessária para formalização do termo, está a cargo da chefia do seu gabinete.

A Chefe de Gabinete, Silvana da Silva Trombeta, ao falar sobre o projeto disse que os interessados em cooperar com a Prefeitura deverão desenvolver os serviços que estejam de acordo com seus conhecimentos, experiências e motivações com os quais tenha afinidade, e possuam habilitação. E, “os voluntários terão que seguir as orientações adequadas para a boa prestação do serviço a que propõe”. Afirmou, ainda, que “os voluntários, seguramente, irão contribuir com a melhoria na qualidade das atividades, pois poderão dar sugestões para uma melhoria ainda maior da prestação do serviço”. E, ao final, poderão receber certificado em reconhecimento dos trabalhos realizados.

Por fim, a chefia de gabinete alertou que o termo a ser firmado, entre o município e o voluntário, poderá ser encerrado antecipadamente caso o voluntário apresente comportamento inadequado, não siga as normas e regras definidas, conflito de interesses ou por conveniência da administração.

Os voluntários atuarão em regime de cooperação, auxiliando os servidores públicos titulares de cargos, empregos ou funções públicas no âmbito da administração, eis que o serviço voluntário não gera vínculo funcional ou empregatício com a administração pública municipal, nem qualquer obrigação de natureza trabalhista, previdenciária ou afim. É o que está em lei.

A lei municipal afirma que o serviço voluntário deverá, de acordo com as peculiaridades do serviço a ser realizado: desenvolver os serviços com dedicação e responsabilidade, sob a orientação e coordenação do responsável a que estiver vinculado; respeitar todas as condições, normas, princípios e regras disciplinares estabelecidos no Termo de Adesão; participar de programas de capacitação e/ou aperfeiçoamento inicial e/ou contínuo, dentro de suas possibilidades, bem como seguir as orientações para a boa prestação de serviços; participar das análises e estudos relacionados à prestação dos seus serviços, visando sempre ao aperfeiçoamento do serviço realizado; encaminhar sugestões e reclamações ao responsável, com o objetivo de melhorar os serviços prestados; ser reconhecido pelos serviços prestados, inclusive com emissão de certificado pelo titular da pasta responsável pelo serviço realizado.

Os interessados em prestar serviço voluntário poderão fazê-lo comparecendo a prefeitura municipal – av. dos pioneiros, 500 – falar com a Silvana – chefe de gabinete – que orientará sobre como tudo será conduzido.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Catanduvas - PR

Catanduvas - Paraná

Sobre o município
Essencialmente agropecuária e rica em belezas naturais, Catanduvas possui 10.202 habitantes, no Oeste do Paraná, é um município de importância histórica. Por ser um dos poucos municípios brasileiros a ter um telégrafo, Catanduvas foi escolhida como uma espécie de quartel-general por cerca de 400 revoltosos da Revolução de 1924. Em virtude disso, a cidade serviu de palco para batalhas do conflito, que visava derrubar o presidente Arthur Bernardes. End.: Av. dos Pioneiros, nº 500 - (45) 3234-8500.
Ele1 - Criar site de notícias