Terça, 25 de Janeiro de 2022
(45) 99981-0457
Saúde Paraná

Governo antecipa quase R$ 1,3 milhão em medicamentos aos municípios do Litoral

A Secretaria de Estado da Saúde antecipou a entrega de 10.098.085 medicamentos aos municípios no Litoral, após reunião dos prefeitos com o secretár...

13/01/2022 14h35
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Foto: Geraldo Bubniak/AEN
Foto: Geraldo Bubniak/AEN

A Secretaria de Estado da Saúde antecipou a entrega de 10.098.085 medicamentos aos municípios no Litoral, após reunião dos prefeitos com o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, no início da semana , devido ao aumento de casos de H3N2, maior contingente de pessoas na região e, também, às situações decorrentes das enchentes. Os insumos correspondem ao montante de R$ 1.297.553,03.

“A medida antecipatória tem como finalidade prestar auxílio neste período de grande demanda dos serviços de saúde. Escutamos com atenção os pedidos dos prefeitos e tomamos essa ação, em conjunto com o Consórcio Paraná Medicamentos, para aliviar a pressão sobre a Saúde no Litoral e tratar a população que apresente sintomas de H3N2”, avaliou o secretário.

Os medicamentos foram destinados aos sete municípios que compõem a 1ª Regional de Saúde – Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Pontal do Paraná e Paranaguá. O secretário também reforçou que as ações de auxílio à região devem se intensificar a partir da próxima semana.

“Apenas com a Operação Verão Paraná – Viva a Vida foram destinados mais de R$ 475 mil em remédios até o momento, além de 150 mil testes rápidos para Covid-19. Também estamos em tratativas junto às indústrias fornecedoras para expandir o abastecimento de todo o Litoral. Seguimos conversando com entidades representativas, médicos, enfermeiros, com a Associação Médica do Paraná e com o Consórcio de Saúde do Litoral para ajudar na escassez de recursos humanos nesses municípios”, destacou.

Além de ressaltar a importância da antecipação dos medicamentos, o secretário frisou a relevância de levar o combate à Influenza para fora dos postos de saúde.

“A conscientização da população é um ponto chave para a superação desse quadro. A secretaria vai aumentar o envio de vacinas e medicamentos aos municípios nas próximas semanas, mas também precisamos chamar a atenção das pessoas sobre a importância dos cuidados não farmacológicos, como higienização das mãos, uso de máscara, álcool em gel e, mais do que isso, aconselhar para a necessidade da vacinação” reforçou o secretário.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias