Sábado, 31 de Julho de 2021
(45) 99981-0457
Justiça Paraná

Programa para inclusão produtiva vai atender famílias rurais em vulnerabilidade

Lançado pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, o projeto Inclusão Produtiva Solidária vai disponibilizar nesta primeira fase R$ 1.080.000,...

21/06/2021 18h40
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
© Geraldo Bubniak/AEN
© Geraldo Bubniak/AEN

Com o objetivo de proporcionar atividades de inclusão produtiva no meio rural para grupos familiares em situação de vulnerabilidade social, a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho lançou o projeto Inclusão Produtiva Solidária. O valor liberado para essa primeira etapa do programa foi de R$ 1.080.000,00, destinado a incentivar a melhoria da qualidade de vida e os projetos agrícolas de 270 famílias rurais em 33 municípios do Estado.

A iniciativa, que integra o programa Nossa Gente Paraná, é uma parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater (IDR-Paraná).

“Seguir proporcionando a melhoria da qualidade de vida das famílias rurais e em situação de vulnerabilidade, assim como realizar atividades de inclusão produtiva no meio rural, é o principal objetivo desse projeto, que se baseia nos bons resultados do projeto Renda Agricultor”, disse o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost. 

As famílias participantes receberão um apoio financeiro de R$ 1 mil até R$ 4 mil, conforme a necessidade para atingir o seu objetivo. O recurso é liberado a partir da elaboração de um projeto de geração de renda de cada grupo de familiar. 

Para participar a família rural em situação de vulnerabilidade deve ter renda de até R$ 178,00 ou já ter participado doRenda Agricultorde forma satisfatória, independente da renda atual. O projeto também contempla famílias indígenas e quilombolas, levando em consideração suas características culturais.

“Com os projetos produtivos coletivos, o Estado pretende apoiar o fortalecimento dos vínculos comunitários e familiares e estimular entre as famílias uma cultura de geração solidária de renda, empreendedorismo rural e autogestão”, explicou Everton de Oliveira, coordenador dos projetos do Renda Agricultor Familiar e do Inclusão Produtiva Solidária.

No total, serão destinados R$ 2.240.000,00 para o programa, em dois repasses, com a previsão da liberação do segundo montante até o final de 2021. Os recursos do projeto Inclusão Produtiva Solidária são financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

As famílias participantes do projeto deverão fazer a capacitação oferecida pelo IDR-Paraná. Devido ao período de pandemia, em alguns municípios a capacitação será realizada em um segundo momento.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias